Não Aprendi Dizer ADEUS!

Uma das coisas mais chatas e dolorosas por aqui, SEM SOMBRA DE DÚVIDAS, é a constante participação em festas de despedida! Como estamos longe de casa, a maioria dos amigos que temos são pessoas que também estão longe de casa. Isso nos torna mais íntimos, mais próximos, compartilhando dores semelhantes, dúvidas semelhantes, dificuldades semelhantes, enfim, VIDAS SEMELHANTES! E como não poderia deixar de ser, nem todos estão aqui prá ficar de vez! Na realidade, a grande maioria veio para estudar, ou trabalhar em algum projeto, ou veio e decidiu voltar, por razões pessoais.

Isso torna tudo mais difícil, levando-se em consideração que morar fora nos torna mais sensíveis, mais quebrantados, trazendo às nossas amizades por aqui um significado muito mais forte! Logo que chegamos, bem no primeiro dia de Austrália, conhecemos pessoas de monte. Nem todos se tornaram nossos amigos de verdade, mas os que se tornaram, marcaram nossas vidas. E como tinha de ser, nem todos estavam aqui prá ficar…

Então, desde que chegamos, comecei a computar a dor de dizer adeus à pessoas que começavam a fazer parte dos nossos dias, das nossas vidas. Veja bem, você pode pensar: “Mas vocês estão fora há apenas 2 anos e alguns meses e já conseguiram fazer amigos que, ao partirem, provocam tanta dor?” Sim, a resposta é SIM! Quando compartilhamos sonhos, dores, frustrações, medos, dúvidas, quando precisamos de ajuda até mesmo prá comprar comida, porque você não conhece praticamente NADA, as relações tomam rumos muito mais profundos, os laços se aprofundam muito mais rapidamente do que em relações normais.

Nossa primeira despedida aconteceu logo na segunda semana de Austrália! Calma, não fizemos amigos com essa rapidez! Na verdade, quando viemos prá cá, já tínhamos bons amigos morando em Melbourne. Um grande amigo do meu marido, com quem ele morou e estudou no período da Faculdade, já estava morando aqui com a esposa e filho (Maurício, Eveline e Oliver). Por isso viemos com segurança, acreditando que as coisas seriam mais fáceis com eles aqui. Mas, advinhem? Ele foi transferido para outro Estado, no mesmo mês em que chegamos! Agora moram em Brisbane!

Logo na segunda semana, lá estávamos nós no Aeroporto de novo!

Depois de um tempo, lá vamos nós nos despedir de Raquel e Ricardo, que voltavam ao Brasil! Amigos queridos que passaram nosso primeiro Natal aqui com a gente!

Despedida no restaurante mexicano "Amigos"! Nome propício, não?

E por incrível ( e triste!) que possa parecer, uma semana depois lá se vão prá Suíça, de mudança, Cadú e Juliana, “grávidos” do pequeno Mark!

Casal querido que nos ajudou muito a RECOMEÇAR por aqui!

A próxima despedida aconteceu quando finalizei meu curso de Inglês. Você passa 5 horas por dia, 5 dias na semana, vendo as mesmas pessoas que compartilham de sua “homesick”, de suas lágrimas de saudades, da falta de sua vida anterior… Mais laços por afinidades, claro!

Senti muita falta dessa galera que me fazia rir MUITO!

Na próxima despedida, pensei que não daria conta! Marcus e Andréa, nossos amigos mais chegados, foram transferidos pros EUA! Estávamos então sem Cadú, Juliana, Marcus e Andréa, aqueles que nos deram a maior força desde que chegamos! Gente, doeu, viu?!

Eu só pensava uma coisa nesse dia: quero ir embora também!

Pensam que acabou? Antes tivesse acabado! Logo depois Patrícia, Cláudio e Laurinha terminavam seus planos por aqui! Lá vamos nós ao Aeroporto ( de novo!) chorar e dizer adeus para outros amigos do coração! Mas na despedida deles, conhecemos os casais Maurício e Natasha/ Rosana e Nixon , que agregaram à nossa turma e se tornaram MUITO queridos para todos nós! Obrigada, Pati! Você foi, mas dividiu pessoas maravilhosas conosco!

Da esquerda para a direita: Natasha, eu, Pati e Angela!

 Logo em seguida, uma das “Powerpuff Girls” deixou nossa turma de “Meninas Super Poderosas” do café da manhã! Nossas manhãs de sexta NUNCA MAIS  foram as mesmas sem ela… Sentimos falta dela toda vez que nos reunimos!

Sinto muita falta dessa família tão querida!

Recentemente, nos despedimos de outra família querida: Juliana, Daniel e Júlia linda! Também terminaram seu tempo aqui e voltaram para a Bahia!

Temos certeza de que um dia vamos nos reencontrar no Brasil, queridos!

E hoje, exatamente, estamos nos despedindo do Eugênio, Adriana, João Pedro e Luís Felipe! Somos conterrâneos dessa família querida (guaratinguetaenses, com orgulho!) e nos encontramos aqui em Melbourne depois de anos e anos sem nos vermos! Os filhos deles foram os primeiros amigos do meu filho por aqui e me lembro da alegria que senti ao ver meu filho sorrir e se divertir pela primeira vez, quando fomos visitá-los logo que chegamos!  Obrigada, queridos, pela amizade, pelo carinho, pela ajuda e companhia. Jamais nos esqueceremos de tudo que vivemos juntos por aqui!

Famílias Amigas!

Sei que esse post ficou enorme, como o vazio que fica no coração da gente quando temos que nos despedir de pessoas que amamos! Mas termino deixando um caloroso “ATÉ BREVE” à todos vocês que conquistaram um lugar especial em nosso coração!

 

Happy Movember, Australia!!!

Sou completamente fascinada pela forma com que os australianos se envolvem totalmente nas causas sociais. Eles se engajam, participam, envolvem outros e acreditam mesmo na importância da participação coletiva. Novembro é um mês bem peculiar, em se tratando disso. O movimento MOVEMBER é responsável pelo surgimento de bigodes em milhares de rostos de homens na Austrália e ao redor do mundo, com o único objetivo de angariar fundos vitais e de sensibilização para a saúde dos homens, especialmente o câncer de próstata e depressão masculinas.

O movimento começou na Austrália e tem crescido mais e mais a cada ano, em termos de adeptos e angariação de fundos. De forma simples, prática e divertida, os homens deixam seus bigodes crescerem em troca de doações como incentivo. Todo o dinheiro é investido na luta contra o câncer e na busca do crescimento de discussões ao redor do assunto, ainda considerado “tabu” para os homens. Um dos maiores objetivos da campanha é tornar a discussão e tratamento tão comuns e famosos quanto a luta contra o câncer feminino.

A primeira campanha teve a participação de 30 homens (os chamados “Mo Bros”) e, no ano passado, apenas na Austrália, foram mais de 128.000 adeptos, levantando uma quantia em torno de 21 milhões de dólares. Motivados e inspirados pelo que estava acontecendo na Austrália, mais nove países: Nova Zelândia, EUA, Canadá, Reino Unido, Finlândia, Holanda, Espanha, África do Sul e da Irlanda – agora abraçam a causa, alastrando o Mo pelo mundo durante todo o mês de novembro.

Para obter informações detalhadas sobre a Fundação Movember e relatórios financeiros anuais, a saúde dos homens, os programas financiados e o impacto social do Movember, visite:

http://au.movemberfoundation.com/

 

 

Não Importa, SOU Turista Mesmo!

A verdade é que mudei muito nesses dois anos fora do Brasil. Como todo mundo, mudanças boas, outras ruins. Uma das boas é que desenvolvi um olho mais clínico prá Turismo, prá observar o belo em lugares ou situações do dia-a-dia. Prá enxergar Arte e Fotografia em tudo que é canto. Afinal, SOU UMA TURISTA PERMANENTE!

Acompanhe meu raciocínio: quando estou no Brasil, sou turista, porque, embora seja brasileira, não moro mais lá. Quando estou na Austrália, sou turista, porque, embora vivendo aqui, não sou australiana. Não conheço quase nada por aqui. Quando a gente se perde dirigindo nas ruas, fico admirando os novos lugares por onde a gente passa, ruas novas, bairros novos, tudo prá mim é motivo de observar, tirar fotos, admirar…

Claro, esse lugar é lindo até quando é feio. Em qualquer lugar encontramos cenas pitorescas, casinhas lindas, igrejinhas maravilhosas, (amo Igrejas!) lagos e natureza prá dar e vender. Mas mesmo quando estive no Brasil, em julho passado, me pegava observando coisas, lugares, pessoas, enxergando tudo meio diferente, com olhos de turista MESMO! Gosto disso.

Sempre que estamos fazendo alguma coisa com nossos amigos, de repente saco da bolsa minha câmera e todos comentam que sou a mulher das fotos, que fotografo TUDO, mas veja bem… SOU turista! Hahahahahahah! Não sei quanto tempo vou ficar aqui, nem prá onde iremos depois daqui; o futuro não me pertence, de fato. Por isso, quero registrar cada bom momento, como lembrança prá um futuro distante. Ou próximo.

Esse fim de semana que passou, recebemos a visita de alguns brasileiros que estavam em Sydney e vieram conhecer Melbourne. Adoro vida de turista nessa cidade linda. Vou aos passeios (embora já os tenha feito “zilhões” de vezes), tiro fotos, curto mesmo! Cada momento é único, cada visão das coisas é única, cada sensação é exclusiva… Quero ficar em Melbourne até meu último dia por aqui, vivendo, olhando e curtindo tudo com olhos de turista! Essa cidade merece.

Pagando mico no turismo com as amigas brasileiras!

Férias (?!) No Brasil!!!

Como contei prá todo mundo, há dois posts atrás, depois de 2 anos no meu “exílio” aussie, fui para o País das Maravilhas (leia-se BRASIL!), imaginando férias e momentos de descanso! Hahahahahahahaha! Desculpe pela gargalhada internáutica, mas ela saiu de verdade enquanto eu escrevia aqui em casa! A única coisa que não tive no Brasil durante meu mês “de férias” foi justamente… FÉRIAS!

Não sei se nosso conceito de férias é parecido, mas quero te ajudar a caminhar no meu raciocínio… Segundo o dicionário, a palavra férias significa: “s.f.pl. Época de repouso. O corpo humano não pode atuar com toda sua potencialidade sem períodos freqüentes de repouso. Há muito os médicos reconheceram que várias doenças do corpo e do sistema nervoso podem ser curadas apenas com a ausência da atividade normal e cotidiana. A mudança da rotina cotidiana que ajuda a restaurar o corpo, a mente e a disposição das pessoas chama-se férias.”

Bem, não repousei, não tive restauração no corpo, nem disposição, mas fiquei MUITO cansada! O que vivi nos dias em que estive no Brasil foi uma verdadeira correria, passando por 5 cidades diferentes, visitando parentes, família, amigos, num ritmo alucinado, sem dormir bem por causa do fuso horário e a mudança constante de camas e afins! Você pode me achar uma chata, rabugenta, fresca, o que seja, mas o pique foi dureza! Minha família mora em uma cidade, a família do meu marido em outra, e a gente morava há mais de 10 anos em uma terceira cidade, onde estão nossos amigos e Igreja! Impossível reunir todo mundo num só lugar e ao mesmo tempo! Então, fui passando de lugar à lugar, de cidade em cidade, até visitar todo mundo! Bem cansativo!

E o que mais  senti falta, de verdade, foi de passear pelos meus locais preferidos, gastar tempo descansando, bater papo furado sem me preocupar com a hora, ou a próxima visita, andar na praia, relaxar, fazer nada!!! Algo tipo… Férias??? Hahahahahaha! É fato que fui à Campos do Jordão por UM dia e no meu Shopping preferido em Campinas, também por UM dia, e consegui caminhar na praia em Caraguá apenas UMA tarde, mas fora esses momentos, os demais dias passei cumprindo agenda! Ah! E tive uma tarde corrida ( mas deliciosa!) em São Paulo, antes de embarcar! Foi muito bom ver todo mundo, matar as saudades das pessoas que a gente ama, mas na próxima quero mais tempo (e dinheiro!) prá descansar um pouco, prá dar uma fugida de uns 3 dias, intercalando as visitas, almoços e jantares com as pessoas, com tempos de descanso, de FÉRIAS efetivas…

As pessoas ficam muito felizes com a chegada da gente, mas confesso que em alguns momentos me senti um pouco “sufocada”, um tantinho cobrada, por coisas do tipo: “mas vai ficar só isso aqui?”, “vai jantar na minha casa apenas uma vez?“, ” vai me dar apenas esse tempo de sua viagem?” “foi legal ver você, mas foi tão rápido!” As pessoas não param prá pensar que você é UMA, enquanto elas são várias! Poucas foram as pessoas que realmente consideraram a minha vinda um presente, um privilégio, um momento único… Poucas pessoas aproveitaram o tempo ao meu lado, ESTANDO comigo, apenas pelo fato de aproveitarem minha presença… Gastei mais tempo me desculpando, me explicando, dando satisfações do meu itinerário, do que  AMANDO as pessoas! Isso não foi bom… Na próxima, quero fazer diferente.  Ainda não sei como, mas vou descobrir um jeito!

Caminhada na Avenida da praia em Caraguá!
Visitinha corrida à Campos do Jordão!
Meu Shopping preferido - Campinas, SP!
Minha tarde deliciosa em São Paulo! QUERO MAIS!

Ter Um Amigo De Verdade É O Maior Presente Do Mundo!

Confesso que sempre fui uma pessoa muito abençoada nessa questão! Tive (e tenho!) alguns poucos, mas EXCELENTES amigos! Vivi a minha vida sempre com um número razoável de pessoas com quem poderia contar em algumas situações, algumas mais próximas, outras menos; porém, posso dizer com alegria que até hoje tenho amigos de infância, ou da adolescência, ainda em processo de cultivo de relacionamento!

Mas a vida me deu uma amiga de presente, uma irmã, uma companheira, uma conselheira, uma parceira de lágrimas, de riso incontrolável, de conversas intermináveis, de pensamentos que viajam, de coisas doidas, coisas normais, coisas coerentes e coisas completamente fora de órbita! Alguém que me CONHECE COMO EU REALMENTE SOU, e ainda continua me amando e me aceitando, independente de qualquer coisa! Isso vale mais que tudo nessa vida! Sei que a terei por perto (mesmo de longe!) e poderei contar com ela até o fim dos meus dias, e sei que ela estará lá sempre que eu precisar…

No meu aniversário, recebi esse email dela… E meu desejo maior, do fundo do coração, é que TODOS tenham a chance de ter um amigo assim: SIMPLES, REAL E ETERNO! O mundo da gente fica muito melhor quando temos alguém prá confiar, amar, contar, se abrir e deixar as máscaras de lado quando podemos parar de encenar…

Subject: SEU ANIVERSÁRIO
Date: Tue, 29 Dec 2009 16:43:34 +0000

Oi amiga … Diferente de vc, não sou muito boa para escrever … Porém sou muito boa no pensar, no falar e no sentir … Então …
O que te dizer nesta data tão especial? Hummmmm … Deixe-me pensar … Rsrsrsrs …
Que vc é uma pessoa linda, maravilhosa, inteligentíssima, chique, moderna, estilosa, simplesmente encantadora … esperta, amorosa, sensível, espiritual, alegre, divertida, amiga, irmã … E além de tudo isso É LOIRA!!! KKKKKKKKK …. Bem, tudo isso vc já sabe … E sabe que é muito verdadeiro … Sabe, amiga, independentemente de tudo isso que já É MUITO BOM, melhor ainda é saber que vc é MERECEDORA DE TODAS ESSAS QUALIDADES, que vc simplesmente é o MELHOR que toda pessoa poderia ter … Pra mim, Carol, é uma honra, ter sua amizade, ser sua amiga, mas um privilégio ainda maior é ter o seu amor … Hoje se eu pudesse escolher o melhor presente pra vc, eu não saberia ao certo o que escolher, porque sempre estaria procurando o que há de melhor … Porém como num passe de mágica, num piscar de olhos, estaria aí agora, te abraçando, rindo e chorando a felicidade de estar e usufruir da sua presença …
Na verdade eu me sinto presenteada ao invés de te dar um presente e sabe por quê? Porque sei e tenho certeza disso, que o seu coração está sempre em sintonia com o meu coração e isso é muito mais que um presente … Fico imaginando  a alegria de Deus quando olha esta data tão importante e especial em seu calendário, afinal, Ele escolheu vc, do jeitinho que é pra existir neste dia … Já pensou nisso? Deus contanto os dias em seu calendário celestial para poder te abraçar, beijar e dizer que te ama? Rsrsrsrsr … Amiga… Deus te beija, te abraça e diz que te ama contantemente, todos os dias, horas, minutos e segundos da sua vida, não é mesmo? Mas, hoje, é diferente … Ele simplesmente pára tudo pra poder cantar … Parabéns a vc … pra te dizer … Feliz Aniversário … pra te abraçar e falar mais uma vez … TE AMO… TE AMO, EXATAMENTE COMO VC É, MINHA FILHA … Isso é o que importa amiga … TE AMO, TE AMO E TE AMO … EXATAMENTE COMO VC É … Augusto Cury disse …” Já imaginou que o universo não seria o mesmo sem vc”? Amiga, muito além disso … EU NÃO SERIA A MESMA SEM VC …
Desejo do mais profundo do meu coração que este dia seja muito abençoado, alegre, divertido, diferente … de todos os outros dias e que à partir de agora, TUDO SEJA SUPERADO, RENOVADO em sua vida … Peço a Deus, muita paciência, auto-controle, amor, confiança, fé e esperança para que vc possa suportar a nossa distância e as saudades … Porque vai passar … Vai acabar … E como vc disse … Passaremos todos os outros 40, 50, 60 ou mais anos que estão por vir … Felizes, tristes, sóbrias, bêbadas … Insanas … Rsrsrs … Não importa … Mas, ESTAREMOS JUNTAS! Rsrsrssr … Bjs. Du.
 
 
OBS: SEI QUE JÁ É DIA 30 PRA VC, MAS NÃO IMPORTA, PRA MIM SEMPRE SERÁ DIA 29!!!!

Nem preciso dizer que um email como esse faz a vida da gente valer à pena, a amizade valer à pena e a distância se tornar tão insignificante, que a gente se sente em casa, quase podendo tocar o sentimento, de tão real que ele parece… Eu também não seria a mesma sem você, minha amiga querida!!!

Aniversário Número 2 Na Austrália!

Pois é, chegou de novo! Meu segundo aniversário longe de casa, dos amigos da família, do meu país… Pensando assim, você até começaria à ficar triste no início desse post, imaginando como deve ser difícil um momento como esse! Porém, esse é um post de muita alegria, de um coração grato e que está verdadeiramente feliz por estar aqui, bem onde estou, do outro lado do mundo!

Esse foi um aniversário MUITO diferente! Um ano e 4 meses depois, posso dizer sem medo algum que amei estar aqui, que foi tudo muito especial, ao lado de pessoas incríveis, amigos de valor inestimável, uma família que temos verdadeiramente construído aqui em “Tão Tão Distante”! Amigos que me presentearam, que escreveram cartões muito carinhosos (AMO isso demais!), que estiveram presentes prá brindar comigo e celebrar mais um ano de vida!

Quero agradecer à cada um, pela presença carinhosa, pelas palavras de incentivo e especialmente pelos momentos que temos dividido ao longo de nossos dias, de nossa caminhada diferente, porque somos realmente privilegiados por viver “O” sonho de morar longe de casa, mas construindo um futuro e adquirindo experiências indescritíveis…

Agradeço de coração também aos que mandaram emails, mensagens de texto, recados no orkut, aos que telefonaram… Aos que, mesmo no Brasil, lembraram de mim e tentaram estar presentes, de uma forma ou de outra… Adorei cada segundo de tudo isso! E agadeço de um jeito muito especial, à minha amiga querida Thaís, que veio de Sydney, com seus queridos pais Gilson e Marinês, pessoas maravilhosas, e passaram o dia do meu aniversário comigo, tornando tudo muito mais especial, fazendo turismo e nos divertindo durante o dia! E agradeço de coração, pelo presente mais lindoooo que eu poderia ter ganho nesse fim de ano! Claro que ganhei um monte deles, um mais lindo que outro, e amei todos! Mas o presente que essa família tão fofa me trouxe, ganhou meu coração: uma camiseta do Timão, ROXA! Combina perfeitamente comigo, dentro e fora do coração! OBRIGADA, mais uma vez!!! Inesquecível!!!

E antes de acabar, aproveito prá dar os parabéns para a minha irmã querida, que faz aniversário comigo, nesse dia tão lindo! Te amo, minha irmã! Te desejo TUDO DE MELHOR nessa vida… Saudades!

 

 

O bolo mais lindo que já tive na vida, meu presente predileto e a família querida de brasileiros fazendo turismo em Melbourne!

Há Exatamente UM ANO Atrás!

Quinta-feira, 28 de agosto de 2008. Dia de sol. Correria. Ansiedade. Malas. Bagunça. Risos nervosos. Lágrimas. Dúvidas. Risos verdadeiros. Lágrimas de novo. Abre as malas. Aperta as coisas dentro. Fecha as malas. Detalhes. Paga contas. Cancela coisas. Telefonemas. Café com os amigos. Shopping. Malas. Mais bagunça. Peraê, volta! Shopping??? No dia da viagem prá Austrália? Isso mesmo! Compras de última hora, claro! Volta do shopping correndo. Banho correndo. Amigos se despedindo. Malas. Procura. Não encontra. Passaporte. Passagens. Lágrimas. Despedidas. Abraços. Amizade. Alianças. Lágrimas. Van. Malas. Últimos abraços. Torpedos no celular. Aeroporto. Check-in. Malas. Mais torpedos. Surpresa. Amigos. Família. Risos de adeus. Pizza. Abraços. Lágrimas. Promessas. Até breve!

 

DSC00002